Deu branco? Aqui vão 14 ideias pra te ajudar a escrever

“Deu branco”. Acontece com todo escritor. É inevitável. Seu texto murchou, não existe mais nenhum osso de criatividade no seu corpo, e você quer jogar a toalha. Mas o que você faz nessa hora é o que realmente importa.
 
Antes de falar das soluções, vamos falar do problema e das causas mais comuns do “branco”.
 
As razões do bloqueio podem variar, mas as mais comuns incluem:
 
  • HORA ERRADA: simplesmente pode não ser a hora certa pra escrever. Suas ideias precisam marinar por mais um tempo antes de você escrevê-las.
  • MEDO: muitos escritores sofrem por sentirem medo de exporem suas ideias (e eles mesmos) no mundo para que todos vejam e critiquem. Essa é a principal razão de algumas pessoas que sonham ser um escritor nunca realmente se tornarem um.
  • PERFECCIONISMO: você quer que tudo esteja certo antes de encostar a caneta no papel ou de tocar no teclado do computador. Você tenta ter tudo perfeito na mente, mas isso nunca acontece, então você nunca começa.
 
Então como vencer esse inimigo?
 
É difícil de responder isso, e receio que eu não tenha uma grande solução. Pessoalmente já lutei contra o “branco” diversas vezes, e cada vitória minha foi diferente da outra.
 
Escrever é uma arte, não uma ciência. E é preciso encarar dessa forma.
Não existe uma solução pronta, nem os “7 Passos para se Tornar um Melhor Escritor Agora”.
 
Bom, existe um passo. Mas você já sabe qual é: comece a experimentar coisas. Em algumas vezes, a mais esquisita é a que vai funcionar. O segredo é encontrar algo que dê certo pra você.
 
SOLUÇÕES CRIATIVAS PARA O “BRANCO” DO ESCRITOR
 
Aqui vão algumas ideias pra ajudar a resolver sua constipação criativa:
 
  1. Vá dar uma caminhada
  2. Elimine as distrações (Facebook, smartphone, TV, pessoas ao seu redor)
  3. Faça alguma coisa pra estimular seu fluxo de sangue (como correr, por exemplo)
  4. Brinque (gosta de Lego?)
  5. Mude seu ambiente (vá para um parque escrever ao ar livre)
  6. Leia um livro (qualquer um)
  7. Escreva qualquer coisa no papel, livremente (qualquer coisa MESMO)
  8. Ouça música (clássica, jazz, ou qualquer uma que ligue seus circuitos criativos)
  9. Prepare um café (sempre me ajuda)
  10. Crie uma rotina. Muitos escritores famosos têm rotinas diárias para se inspirarem
  11. Passe um tempo com alguém faça você se sentir bem
  12. Ligue para um velho amigo
  13. Escreva ideias no papel e organize-as numa lista
  14. Leia frases inspiradoras para fazer você começar
As possibilidades são infinitas, mas você precisa se mexer, e criar um momento para sair da inércia.
 
Assim que você passa a ir em uma direção, fica mais fácil pegar velocidade. E antes que você perceba, aquele “branco” terá virado memória, e você estará fazendo o que parecia impossível. Você estará escrevendo.
 
COMO NÃO VENCER ESTE INIMIGO
 
Só de brincadeira, aqui vão algumas “anti-soluções” para este problema.
Você não se livra do “branco do escritor”:

 

  • …recusando-se a escrever até que você se sinta “inspirado”
  • …fazendo-se de vítima (“ó coitadinho de mim, nunca vou conseguir escrever…”)
  • …procrastinando ou inventando desculpas
  • …assistindo TV ou distraindo-se no celular
  • …nem só lendo textos na Internet, por exemplo sobre o “branco do escritor” (opa, dei um tiro no pé agora, né?) :)
 
A SOLUÇÃO À PROVA DE FALHAS
 
Se você ainda não está satisfeito, ainda há uma saída; um ás na sua manga. A solução à prova de falhas para se livrar do “branco do escritor” é uma que você já conhece. Na verdade, você a tem evitado todo esse tempo, porque é exatamente o que não quer ouvir.
 
Você ganha do “branco do escritor” escrevendo.
 
Comece de algum lugar, qualquer um. Escreva algumas linhas. Diga qualquer coisa. E veja o que acontece. Não pense muito, nem faça planos ou promessas. Só escreva. Não precisa ser eloquente nem publicar em lugar nenhum; concentre-se só em escrever.
 
Escreva pelo prazer de escrever. Escreva por não conseguir “não escrever”. Não tente dizer ou produzir nada específico. Basta colocar algumas palavras no papel, agora. Sem desculpas ou justificativas.
 
Você pode escrever. Não deixe isso mais difícil do que já é. Só escreva algumas palavras. Elas não precisam ser boas (todos os primeiros rascunhos são ruins). Só precisam ser escritas. E aí você terá algo para ser trabalhado e melhorado a partir de um ponto.
 
Ao fazer isso, o pior terá passado. Eu prometo.

 

A diferença entre os escritores profissionais e os amadores é que ambos encontram bloqueios, mas os primeiros continuam insistindo, enquanto os outros ficam paralisados.
 
Você consegue. Vai lá e escreve.
 
(P.S.: esta técnica só funciona se você está realmente bloqueado, e não “vazio” – que é um problema bem diferente.)
 
 
(texto de Jeff Goins, traduzido e adaptado por Marcio Coelho)

Sobre o autor

Marcio Coelho

Membro da Sociedade Latino Americana de Coaching, especialista em realização profissional ligada a uma vida de qualidade, escritor e palestrante. Ajudo você a conhecer a si mesmo através do hábito de escrever, para encontrar o equilíbrio entre realização profissional e vida pessoal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Copyright © 2016 - Coelho Coaching